Quero estudar e trabalhar na Austrália, por onde começar

Arte-BLOG

Hoje em dia, estudar no exterior e aprender uma segunda língua, ou terceira, faz parte dos planos da maior parte dos Brasileiros. No entanto, decidir onde, quando e o que estudar, pode ser o começo do fim! Não é verdade?

Muitas perguntas surgem: Será que devo confiar na sugestão do meu amigo ou da agência de intercâmbio? Será que essa escola é boa de verdade? Será que vou me adaptar nesse país? Eu não falo nada de inglês, alemão, japonês ou o que seja, devo mesmo fazer intercâmbio?

Então vamos descomplicar, no final das contas, estudar no exterior é muito mais simples do que parece, e sobre estudar na Austrália, posso dar a minha opinião de olhos fechados! Fiquei quase 5 anos na terrinha dos cangurus e fui quanto tinha 26 anos de idade. 

Sobre a escolha da cidade

Em primeiro lugar, faça uma pesquisa bem ampla sobre todas as cidades da Austrália e veja em qual delas você prefere estudar. Procure saber sobre o clima, segurança, locomoção e principalmente, emprego! Sim, a oferta de trabalho em cidades turísticas, como Gold Coast, por exemplo, é muito sazonal. Claro que quem procura, acha! Seja aonde for, com um pouco de esforço, óleo de peróba na cara e entregando curriculos de porta em porta, você vai encontrar. Mas o brasileiro de primeira viagem que chega em um país estranho, muitas vezes acaba perdendo essas oportunidades para os Europeus ou Asiáticos, que já estão mais habituados a viajar e se virar. Depois de quebrar o gelo, ai com certeza não tem pra ninguém, nosso jeitinho dará conta do recado. Além disso, podemos contar com outros brasileiros que já estão naquela cidade. Nossa comunidade é muito forte na Austrália como um todo.  

Para muitas pessoas, o clima é um fator decisivo. Então, procure saber em qual época do ano o clima vai favorecer os seus estudos, de acordo com o seu perfil.

Resumidamente, gosta um pouco mais de frio, vá para Sydney, Melbourne ou Adelaide, cidades mais ao Sul. Gosta mais de calor e praia, Brisbane ou Gold Coast. Sobre Perth, melhor pesquisar porque só ouvi falar mas nunca vi…rsrs.

Sobre a escolha da Escola

Quando você decidir sobre onde e quando vai estudar, lembrando que as estações do ano são iguais as nossas aqui no Brasil, pesquise sobre todas as Escolas e cursos disponíveis. Existe uma variedade incrível de opções e algumas plataformas online podem ajudar nessa decisão.

Verifique se a Escola faz parte da lista de Escolas autorizadas pelo governo Australiano para aceitar estudantes internacionais. Depois, tente encontrar um ex-aluno em alguma rede social para saber como foi a experiência dessa pessoa e comece a praticar o inglês. Se a pessoa já passou pelo perrengue do intercâmbio, pode ter certeza de que terá paciência para responder suas dúvidas. Mas claro, não se empolgue, seja prático.

Sobre os tipos de cursos

Se existem muitas escolas, imagine o número de cursos disponíveis. Aqui estão alguns exemplos mais comuns:

Inglês Geral: para qualquer nível. No primeiro dia de aula será feita uma avaliação e você será alocado na turma mais apropriada.

Inglês Preparatório para o IELTS, Cambridge, TOEFL e outros: Indicado para pessoas que precisam do resultado do teste de proficiência para entrar em uma faculdade, receber uma promoção em uma multinacional e outros.

Curso Técnico (chamados de VET): são recomendados para quem já fala Inglês. Esses cursos são destinados para uma carreira específica e para pessoas que não querem ingressar na faculdade nesse momento. 

Curso de Graduação: são cursos universitários e também exigem um nível de Inglês avançado.  

Burocracia

Dependendo do tipo de curso que você escolheu, pode ser que você precise de um determinado tipo de visto específico, normalmente o visto de estudante. Na Australia, se você escolheu um curso com uma carga horária superior a 20hs por semana e vai estudar por 14 semanas ou mais, você vai precisar dar entrada no visto de estudante. Esse visto permite inclusive que você trabalhe por 40hs quinzenalmente durante as aulas e livremente durante as férias.

Caso você queira estudar por um período inferior a 12 semanas, poderá aplicar para o visto de turista, mas lembre-se que com esse tipo de visto, não poderá trabalhar legalmente no país.

Não se preocupe, um consultor de intercâmbio, plataformas online ou despachantes especializados podem auxiliar nessa hora. 

Outras cositas mas…

Se você chegou até aqui, já sabe onde, quando, o que vai estudar e o que será necessário para chegar lá. Viu só? Não é tão complicado assim.

Agora é hora de reservar a sua acomodação, comprar a passagem, escolher um seguro de viagem internacional e embarcar. Se o seu consultor de intercâmbio ainda não te ofereceu algumas opções, procure online. Hoje em dia muitas Agências de Intercâmbio especializadas oferecem excelentes opões de cursos na Austrália. 

Esperamos ter ajudado. Boa sorte e boa viagem!