Caso de Sucesso – Think New

Think New logo

A Think New possui quase 20 anos de experiência no mercado de intercâmbio, mas seu início se deu de forma um tanto inesperada.

Tudo começa quando seu fundador, Eduardo Gonçalves, paranaense de Curitiba, o Edu, morava em Queenstown e resolve compartilhar postagens, experiências e vivências de morar na Nova Zelândia em um grupo composto por brasileiros no nostálgico Orkut.

O grupo era composto por pessoas que viviam na Nova Zelândia e outras que tinham interesse em saber mais sobre o país. Com isso, muitas perguntas foram surgindo e o Edu respondia a elas como podia, utilizando até o Skype para fazer videochamadas e esclarecer as principais dúvidas.

Com o tempo, acabou se tornando uma referência no assunto, afinal havia estudado em várias escolas e passava dicas relevantes que muitos desconheciam a respeito de estudar no país.

Foi assim que começou a trabalhar como secretário de uma escola em Queenstown. Gostou da experiência e continuou interessado em trabalhar em escolas de educação internacional mesmo após se mudar para Auckland.

Esse momento foi crucial para a criação da agência, a escola em que trabalhava Auckland Institute Of Studies (AIS), adorou o trabalho do Edu em trazer brasileiros para a NZ e acabou por incentivá-lo a abrir o próprio negócio.

Todo o suporte da escola contribuiu para que aprendesse todo o necessário sobre os processos e as leis envolvidas no processo de intercâmbio e imigração.

O início sempre é difícil para qualquer um que se aventura em empreender e coordenar o crescimento da empresa. 

Nesse momento o Edu comentou que foi muito importante fazer um benchmarking com a Information Planet na época apenas Information Brazil, aprendendo muito sobre o mercado e sobre as operações de uma agência.

Após montar sua estrutura inicial, aproveitou da localização central do escritório para oferecer internet gratuitamente para as pessoas, já que na época os internet cafés eram bem caros, auxiliando na criação de currículos de pessoas recém-chegadas, abertura de contas e organização de documentos no país.

Isso serviu como um ótimo chamariz e possibilitou estabelecer contato com vários futuros clientes.

O mais difícil sempre foi a parte de imigração pela dificuldade e a maneira complicada que a imigração trabalha, porém com trabalho duro e muita pesquisa desenvolveu um produto composto de programas de inglês + diploma em business para que a imigração e o sistema de educação da NZ aprovasse o visto de estudo e  trabalho. 

Na época, não era permitido que estudantes de inglês trabalhassem, apenas em programas como esse desenvolvido pelo Edu e uma escola parceira.

Essa ação foi um sucesso e foi aí que a Think New começou a se destacar.

O Edu fez questão de apontar que ninguém obtém sucesso sozinho, agradecendo em especial a Dara e ao Leonel, membros da sua equipe que já o acompanham há algum tempo.

A preocupação atual da agência está sendo a reformulação digital, não é mais necessário ter uma estrutura gigantesca, além disso, a digitalização permite uma expansão da atuação na agência, não ficando restrita à Nova Zelândia, onde o Edu mora há 21 anos.

Essa reformulação foi, em parte, inspirada por sua relação com a Ally, nas palavras do Edu: “confio muito na Ally, é uma plataforma que abriu os horizontes e me mostrou que podemos fazer business com o mundo”.

Afinal, foi somente com o uso da plataforma que foi possível obter uma maior padronização nas propostas e uma melhor organização da carteira dos clientes e o principal “ follow-up”.

Juntamente com a praticidade trazida pelo Whatsapp, através da Ally, é possível acompanhar todo o histórico de atendimento de seus estudantes sobrando tempo hábil para se preocupar com outras atividades da agência, como expansão e crescimento.

E como sempre, os resultados do bom trabalho não tardam a chegar, esse ano a Think New recebeu o prêmio Prestige Awards na categoria “International Visa Specialists of the Year”.

Esse prêmio avalia questões como excelência no serviço, qualidade do produto/serviço oferecido, práticas inovadores, valores, métodos éticos ou sustentáveis de trabalho e consistência de performance.

O Prestige Awards veio para coroar o bom trabalho que a agência realizou em 2020 e 2021, oferecendo suporte até mesmo a estudantes de outras agências que estavam na Nova Zelândia apreensivos com Covid-19 e o Lockdown.

Além disso, em 2019, a agência havia recebido a certificação da ISEA – International Standards Education Agents, atestando que trabalham conforme os padrões estabelecidos e exigidos pelo governo da Nova Zelândia.

Mas o melhor disso tudo, segundo o Edu, é a sensação de mudar a vida das pessoas através da educação.

“Vejo pessoas que eu ajudei na imigração há 15 anos, família com um menininho me chamando de tio. Saber que de alguma maneira participei disso, é muito marcante.”

Por fim, deixou um conselho para quem deseja empreender:

“Teve uma coisa que eu errei muito e depois aprendi. No começo você fica muito focado em cliente, vendas, fechar, ganhar dinheiro e ter a melhor comissão. Seu avião até vai decolar, mas vai ter muita turbulência. O principal é ter aquela venda consultiva, se você se dedica realmente à entrega de valores e entender o que seu cliente precisa, sensacional! Enquanto a pessoa estiver pensando só no dinheiro, não é por aí.”

Se quiser saber mais sobre a Think New, acesse o site clicando aqui.

Para saber mais sobre a Ally, a melhor plataforma de gestão para agências de intercâmbio, clique aqui.